sexta-feira, 26 de março de 2010

QUEBRANDO MALDIÇÕES ATRAVÉS DA RESTAURAÇÃO DA FAMÍLIA




“Eis que vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o grande e terrível Dia do Senhor; ele converterá o coração dos pais aos filhos e o coração dos filhos a seus pais, para que eu não venha e fira a terra com maldição”. Ml 4:5-6

A terra está ferida. Quanto a isso não há dúvida. Nosso planeta está sendo paulatinamente destruído no aspecto natural: camada de ozônio, desgelo, destruição das reservas florestais; no aspecto moral: o relativismo tem tomado conta da sociedade, promiscuidade, quebra de conceitos familiares, tolerância para com coisas que antes pareciam inaceitáveis numa sociedade civil, independente de religião, como por exemplo casamento de homossexuais, hoje já está aprovado pela Câmara dos Deputados faltando passar pelo Senado Federal e sancionado pelo Presidente da República; no aspecto espiritual: urge um verdadeiro avivamento e restauração do mover profético porque o mundo tem se afastado de Deus para dedicar-se a si mesmo, a cultura hedonista tem se propagado cada vez mais e a busca do prazer impede a renuncia para buscar o prazer de Deus.
Entretanto creio que a restauração de valores familiares traz para nós uma esperança de que Deus haverá de sarar a nossa terra, quebrar as maldições que aflige o nosso mundo, pois famílias curadas e restauradas produzem uma sociedade melhor, igrejas melhores, um mundo melhor. É aqui que entra o profeta Elias. Elias representa a restauração do mover profético, ele vem para confronto e não conforto, é a voz que diz: “Assim diz o Senhor”. Temos visto nos dias de hoje que Deus tem restaurado esse mover nas nossas igrejas, profetas tem se levantado para confrontar o sistema desse mundo e anunciar o dia do Senhor, através do mover profético o coração dos pais se converterão aos filhos e os o coração dos filhos a seus pais, e apresento aqui alguns valores que colaborarão com isso:

Conversão dos filhos aos pais através da:

Obediência
Ef 6:1- Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo.
Pv. 1:8-9 Filho meu, ouve a instrução de teu pai, e não deixes o ensinamento de tua mãe.
Houve um tempo em que filhos obedeciam a seus pais incondicionalmente, infelizmente, hoje, os valores estão invertidos e não é incomum vermos pais que fazem todas as vontades de seus filhos, e com isso acabam sendo coniventes com os pecados dos filhos, pois a Bíblia diz em Rm 1:28-32 que o pecado de desobediência aos pais compara-se com outros que são passiveis de morte os que tais coisas praticam, e também os que aprovam os que assim procedem,

Honra – grego “tima” contar como valioso, valorizar, reverenciar Um filho pode submeter-se à vontade de seus pais sem tê-los em alta consideração. Seu motivo para submissão pode ser egoísta por natureza. As Escrituras revela-nos que a obediência do filho deverá originar-se da alta estima que ele tenha por seus pais. Pais nem sempre agem de tal modo que encorajem o respeito de seus filhos, mas os filhos deverão estimar seus pais altamente. Por causa dos mandamentos de Deus a este respeito.
Certamente honrar pai e mãe incluirá obediência, mas esta responsabilidade acarreta muito mais. Os filhos deverão dirigir-se a seus pais com respeito, sem grosseria, sarcasmo ou ridículo. Os filhos demonstram respeito por seus pais ouvindo o que eles têm a dizer. Os escritor de Provérbios aconselhou: "Ouve a teu pai, que te gerou, e não desprezes a tua mãe quando vier a envelhecer" (23:22).

Conversão dos pais aos filhos aos pais através:

Intercessão: Jó, homem integro, reto e temente a Deus, apresentava seus filhos continuamente a Deus santificando-os. Pais como sacedortes somos desafiados a nos colocar na brecha todos os dias pelos nossos filhos. Os dias são maus, o inimigo a cada momento procurar apresentar opções aos nossos filhos para que deixem de honrar a Deus e busquem seus próprios interesses. Não podemos descuidar, a intercessão dos pais pelos filhos é poderosa em Deus para livrá-los do mal.

Abençoando: não apenas no momento em que os filhos pedem benção aos seus pais, há família que ainda mantém esse costume, mas isso não deve ser por ritual ou obrigação, pais são responsáveis em ministrar aos seus filhos sua identidade e destino, isso se dá através de palavras lançadas. Em momentos de ira muitas vezes somos levados a querer dizer que a criança faz tudo errado, nunca vai dar certo, entre outras coisas, mas é preciso levar em consideração que palavras são sementes e principalmente palavras lançadas por alguém que é autoridade espiritual e sacerdotal na vida das crianças, elas devem sempre estar lançando benção e não maldição.
Outros aspectos poderiam ser abordados aqui como disciplina, afeto, tempo de qualidade, poderemos depois dar continuidade a esse assunto, mas para que haja um bom entendimento paro por aqui afim de que seja feita uma reflexão sobre esses aspectos.
Que Deus nos inspire a sermos, como diz Pr Silas Malafaia em um dos seus sermões, “Bons pais, filhos melhores”.
Graça e Paz

3 comentários:

  1. Mto bom Pastor, eu amei a Palavra. Já morei em Naviraí há uns 20 anos atrás, e ainda tenho parentes aí...

    ResponderExcluir
  2. Senhor Jesus, eu me coloco debaixo do Sangue da aliança que foi derramado na cruz do Calvário, louvo e glorifico seu nome.

    Pai, em nome de toda minha família eu te peço perdão, e declaro quebrados todos os acordos feitos com o inimigo. Eu me desligo agora de todos os espíritos familiares e coloca o teu sangue entre eu e eles.

    Sempre debaixo do teu sangue eu recolho todas as palavras de maldições no mundo espiritual que foram liberadas sobre a minha vida, e as declaro canceladas, sem efeito, sobre mim. Amém. DINAH - SP

    ResponderExcluir
  3. Eu acredito que Deus criou o homem e deixou o manual de instrução, a “BÍBLIA SAGRADA” que é a palavra de Deus,” e não produtos enlatados, eu costumo dizer que: “As pessoas precisam parar de comer tudo o que dão. E começar a questionar! ” Alguém escuta alguma coisa de alguém, e saem falando, sem questionar, sem saber se é verdade ou não. As pessoas precisam se perguntar! Será que a minha crença esta de acordo com a lei de Deus? Será que a religião que eu nasci sempre me falou a verdade? Será que tem uma seqüência para salvação? Religião salva alguém? O que é pecado contra o próprio corpo? O que é caminho da carne?
    O que a bíblia diz sobre: Idolatria, o que a bíblia fala sobre imagens e esculturas? Quando uma pessoa morre pra onde ela vai? Ela volta? Crer em Deus é fato! Mas se eu não aceitar Jesus, se eu não confessar Jesus como meu único salvador, mesmo assim serei salvo? Qual é o verdadeiro batismo e a verdade sobre a ceia do Senhor? Quebrando maldição, como assim? Ganhar o mundo inteiro e perde a sua alma? Essas e outras perguntas e resposta você vai encontrar no site. www.aunicaverdadeemsuapropriabiblia.blogspot.com “Seja sua bíblia de católico ou de evangélico.” Você pode dizer, eu já estou salvo amém! Vamos atrás de quem não esta, divulgue este site, fale para outras pessoas, por que “O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns têm por tardia: mas é longânimo para convosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se.” II (Pedro cap 3 ver 8) e “Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade. Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem. (I A Timóteo cap 2 ver5e6) Vês aqui, hoje te tenho proposto a vida e o bem, e a morte e mal. Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, que tenho proposto a vida e a morte, a benção e a maldição; escolhe, pois, a vida, para que vivas... (Deuteronômio cap 30 ver 15 e 16)
    Quer saber mais acesse:
    www.aunicaverdadeemsuapropriabiblia.blogspot.com
    “Seja sua bíblia, de católico ou de evangélico.”

    ResponderExcluir